quinta-feira, 31 de maio de 2007

O erro que deu certo - ao Clovinho

Pensei um poema
Que rimasse direito,
Que aliterasse a ideia,

Que tocasse o peito…

E foram sons combinados,
Pancadas com tês e dês
Correrias com erres e esses…
Mas algo deu errado!


Esqueci as letras,
Ignorei o escrito!
No lugar da palavra certa,
Saiu um risco perdido!


O poeta diz não ser pecado
Afinal, é convencionado.
Vale a comunicação
E o fluir da emoção!

Um comentário:

  1. Aline,
    E tu ainda dizes que não és poeta...
    Que modéstia.
    Beijo,

    Conceição

    ResponderExcluir